Antes que fevereiro se vá

Ruy Fausto é um dos poucos intelectuais de esquerda no Brasil que enfrentam a tragédia da revolução russa, ,a de  novembro,  a bolchevique & anarquista, e a impressionante mitologia criada em torno dela por pessoas que pretendiam portar um conhecimento “científico” e pariram mais um dogma de caráter religioso.
Não há, neste acerto de contas, nenhuma indicação segura para a situação dos humanos no Brasil ou no mundo. Há rigor teórico e, mais do que tudo, rigor com os fatos. Nenhuma ilusão: a Revista Fevereiro, que abriga estes textos do Ruy Fausto possui algo em torno de 300 curtidas no facebook.  Minoria da minoria da minoria.  Mas é uma leitura que me empolga, como as 3 obras primas de Machado, os poemas de Manoel de Barros, Mario Quintana e Manuel Bandeira.

Segue o trecho final do Editorial de apresentação da da Revista Fevereiro. O texto completo está em :
http://revistafevereiro.com/pag.php?r=01&t=00
“Fevereiro foi o mês de várias revoluções que mudaram ou tentaram mudar a face do mundo. Primeiro, as revoluções europeias de 1848, “primavera dos povos“, afogadas em sangue pelos grandes da Europa Ocidental e Oriental. Depois a revolução russa que derrubou o czar (fevereiro de 1917, segundo o calendário russo de então) e poderia ter aberto o caminho para uma experiência socialista democrática inédita, não fosse liquidada pelos golpes complementares de uma centro-esquerda que sucumbiu diante do chauvinismo belicista (que, antes, fora a causa direta do colapso do regime czarista) mais a uma aliança a qualquer custo com os liberais, e de uma extrema-esquerda jacobina que conduziu o país a um regime totalitário genocida e, depois, à volta do pior capitalismo. Fevereiro foi também o mês da última ofensiva popular contra o bolchevismo, em 1921, que culminou na revolta de Cronstadt, em favor (entre outras coisas) de eleições livres para os soviets.

Mas e o Brasil? Não seria impossível encontrar “fevereiros” heróicos e populares na história do Brasil, mas a evocação seria artificial. Mais do que nada, fevereiro é entre nós o mês do carnaval. Não importa, ou tanto melhor. Para uma revista que, acima de tudo, não será sectária, nem carente de humor, embora se pretenda rigorosa e intransigente, a evocação da festa popular – poluída embora pelos interesses, a droga e quejandas misérias – não é em si mesma perturbadora. Aliás, “Carnaval” é também o nome de um livro de poemas de Manuel Bandeira. Que, com os manes da melhor tradição socialista democrática e libertária, também nos iluminem os manes de uma festa popular, mais a mensagem dos melhores entre os melhores da nossa literatura, são os votos de Fevereiro para nós mesmos e para os nossos leitores. E podemos concluir, já que o mencionamos, com o pedido do poeta, que também é o nosso: “Eu quero a estrela da manhã, onde estará a estrela da manhã?”

Pois então, juntemos Manuel Bandeira a este texto:

Manuel Bandeira & A estrela da manhã

Estrela da Manhã

ESTRELA DA MANHÃ

Eu quero a estrela da manhã
Onde está a estrela da manhã?
Meus amigos meus inimigos
Procurem a estrela da manhã

Ela desapareceu ia nua
Desapareceu com quem?
Procurem por toda a parte

Digam que sou um homem sem orgulho
Um homem que aceita tudo
Que me importa? Eu quero a estrela da manhã

Três dias e três noites
Fui assassino e suicida
Ladrão, pulha, falsário

Virgem mal-sexuada
Atribuladora dos aflitos
Girafa de duas cabeças
Pecai por todos pecai com todos

Pecai com os malandros
Pecai com os sargentos
Pecai com os fuzileiros navais
Pecai de todas as maneiras

Com os gregos e com os troianos
Com o padre e com o sacristão
Com o leproso de Pouso Alto

Depois comigo

Te esperarei com mafuás novenas cavalhadas
comerei terra e direi coisas de uma ternura tão simples
Que tu desfalecerás
Procurem por toda parte
Pura ou degradada até a última baixeza
eu quero a estrela da manhã

Marcado com: ,
Publicado em Política
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • Ordem no cabaré 23/09/2017
    Arnaldo César (*) Gostem ou desgostem, o recado está dado: Ou, o executivo, o legislativo e o judiciário tomam tenência na vida e acabam com essa […] O post Ordem no cabaré apareceu primeiro em Marcelo Auler.
    Marcelo Auler
  • Práticas espúrias do Congresso no banco dos réus 22/09/2017
    Marcelo Auler Pode parecer mais uma atividade de denúncia do nosso sistema político espúrio, corrupto e, para muitos, falido. Mas, a realização da 4ª Sessão do […] O post Práticas espúrias do Congresso no banco dos réus apareceu primeiro em Marcelo Auler.
    Marcelo Auler
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • Nova denúncia contra Temer: vale a pena ver tudo de novo?
    É como reprise de novela: você já conhece o elenco, a trama e o final. Os personagens são os mesmos. Vale a pena ver tudo de novo? A partir desta segunda-feira, a Câmara deixa tudo de lado para julgar a nova denúncia apresentada pela PGR contra o... Continue lendo
  • Dorival erra feio nas substituições e estraga festa no Morumbi
    Tinha tudo para ser uma grande festa Tricolor no Morumbi lotado por mais um público recorde na manhã deste domingo. Até a metade do segundo tempo, o São Paulo vinha fazendo sua melhor partida sob o comando de Dorival Júnior, dominava completamente... Continue lendo
  • Brasil começa a crer que sofreu golpe de Estado 25/09/2017
    Foi quase de enlouquecer ter visto o povo brasileiro apoiando a derrubada de um governo que era a única coisa que defendia esse mesmo povo da sanha saqueadora dos tucanos e dos peemedebês. Os brasileiros conscientes sofremos essa tortura. Pela pátria. Mas começamos a ser redimidos. Já não era sem tempo...
    eduguim
  • Desigualdade, desemprego e violência: Assim é o país do ajuste fiscal de Meirelles 25/09/2017
    Programa de reformas do ministro da Fazenda é voltado a 0,2% da população, agrava disparidades sociais e econômicas e pretende promover um retorno ao período anterior a 1930. Samuel Pinheiro Guimarães, via RBA em 17/9/2017 1) O programa econômico do senhor Henrique Meirelles, atual ministro da Fazenda; ex-presidente do BankBoston entre 1996 e 1999 e […] […]
    bloglimpinhoecheiroso
  • Membro do MBL que pintou muro de Doria ganha boquinha na prefeitura 25/09/2017
    João Doria (PSDB) contratou um integrante do MBL (Movimento Brasil Livre) que ajudou a apagar uma pichação feita por manifestantes na casa do prefeito, nos Jardins (zona oeste de SP). O gesto mostra... Blog de política Brasil. Os amigos do Presidente Lula
    noreply@blogger.com (Helena™)
  • Ipsos: cai desaprovação a Lula e sobe rejeição a Moro e Bolsonaro 25/09/2017
    O ex-presidente Lula teve seu índice de desaprovação reduzido e sua taxa de aprovação ampliada em setembro na comparação com o mês anterior, segundo o mais recente Barômetro Político, pesquisa mensal... Blog de política Brasil. Os amigos do Presidente Lula
    noreply@blogger.com (Helena™)

Parece que o URL do site WordPress foi configurado incorretamente. Verifique o URL nas configurações do widget.