A Repressão ao Aborto na Romênia Comunista

Nicolae Ceausescu foi o único ditador do leste europeu preso e executado quando do desmanche do império soviético.

Aparentemente um grande paradoxo, tendo em vista que o Partido Comunista Romeno, com seus quase 4 milhões de membros  numa população então de pouco mais de 23 milhões de habitantes, era talvez o maior  do mundo, proporcionalmente.

Não havia dissidência intelectual significativa. E  Ceausescu era tratado como  o “bom comunista” pelos líderes ocidentais desde que aprofundara a independência em relação à URSS, ainda na década de 60, e pari passu buscou a aproximação com os EUA e o FMI.

O paradoxo se sustenta apenas nas narrativas mais simplistas. Além de um estudo de caso sobre a realpolitik ocidental, a Romênia também revela as conseqüências da repressão criminal ao aborto -bem diferente do convencimento moral, espiritual ou pela oferta de meios contraceptivos. Conseqüências não muito diferentes das que ocorrem no Brasil.

Segundo Tony Judt, “quando Ceausescu decidiu, no início dos anos 1980, pagar a imensa dívida externa romena sufocando o consumo doméstico, o FMI não se cansou de elogiá-lo.

Os romenos, contudo, pagaram um preço terrível pela liberdade de manobra de Ceausescu. Para aumentar a população – uma tradicional obsessão romena -, em 1966 ele proibiu o aborto para mulheres com menos de 40 anos e menos de quatro filhos (em 1986 o limite de idade passou para 45 anos). Em 1984 a idade mínima para o casamento foi reduzida para 15 anos, para as mulheres. Exames médicos compulsórios para todas as mulheres em idade de gerar filhos foram introduzidos para evitar o aborto, que era permitido apenas na presença de um representante do partido. Os médicos dos distritos com taxa de natalidade reduzida recebiam cortes nos salários.

A população não cresceu, mas a taxa de mortalidade em conseqüência de abortos superou em muito a de qualquer outro país europeu[…]abortos ilegais eram realizados em massa, com freqüência nas condições mais perigosas e inadequadas. Em 23 anos a lei de 1986 resultou na morte de 10 mil mulheres, no mínimo”.

PS: A diminuição da população, a partir de 1990, deve-se em grande parte à emigração de romenos em busca de trabalho.

 

Publicado em Política
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • Lava Jato: irregularidades debaixo do tapete 18/09/2017
    Marcelo Auler Ao entender que não há elementos suficientes que provem a materialidade do crime de falsidade ideológica no Inquérito Policial (IPL) 01/2017-COAIN/COGER (autos 5003191-72.2017.404.7000) e […] O post Lava Jato: irregularidades debaixo do tapete apareceu primeiro em Marcelo Auler.
    Marcelo Auler
  • Gilberto Carvalho: “eleições sem Lula, vai ter guerra” 14/09/2017
    Marcelo Auler “Não vamos brincar com esta história de ter eleição no ano que vem sem o Lula. Não vai ser assim. Não pensem eles que […] O post Gilberto Carvalho: “eleições sem Lula, vai ter guerra” apareceu primeiro em Marcelo Auler.
    Marcelo Auler
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • Um novo general Mourão bomba nas redes sociais
    Calma, não há sinais de tropas, tanques e fuzis nas ruas. Mais do que o ataque de um militar da ativa à democracia, o primeiro desde o fim da ditadura em 1985, assustadora foi a repercussão do discurso-bomba do general Antonio Hamilton Martins... Continue lendo
  • Advogado viajou e STF adia decisão sobre prisão de Aécio
    Rodrigo Janot já deixou a Procuradoria-Geral da República e Raquel Dodge foi empossada pelo presidente Michel Temer na manhã desta segunda-feira, mas o STF ainda não julgou os três pedidos de prisão feitos contra o senador Aécio Neves,... Continue lendo
  • Ironia poética: general diz que milicos darão golpe nos golpistas 19/09/2017
    Foi poeticamente irônica a fala do general da ativa que disse em evento reaça em Brasília que "o alto comando das Forças Armadas" planeja dar um golpe militar. Esse recado não foi para o PT, foi para Executivo, Legislativo e Judiciário, que relativizaram o voto popular ao aceitar ou promover o golpe contra Dilma. Agora, os golpistas colhem o fruto […]
    eduguim
  • Na mesa de posse de Raquel Dodge, só Cármen Lúcia não é investigada 19/09/2017
    Via Congresso em Foco em 18/9/2017 Em seu discurso de posse, no qual prometeu firmeza e coragem no combate à corrupção, a nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, dividiu a mesa com três políticos suspeitos do crime que pretende enfrentar: os presidentes da República, Michel Temer (PMDB), da Câmara, Rodrigo Maia (DEM/RJ), e do Senado, […]
    bloglimpinhoecheiroso
  • Essa agora: Geddel diz que sofre ameaça de estupro na Papuda e quer ir pra casa 14/09/2017
    Que Geddel, o homem das malas e caixas com R$ 51 milhões de propina em casa, iria armar alguma para sair da Papuda e ficar em casa numa prisão domiciliar refrigerada a gente já sabia. Mas a desculpa que ele arranjou foi demais:A defesa de Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) alegou risco de “estupro” na Penitenciária da Papuda, local em que o ex-ministro está recolh […]
    Antonio Mello
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • This Year's Poverty Data Looks a Lot Different When You Break It Down by Race
    Last week's Census release of data on income, poverty, and health insurance demonstrated two things: There are policies that work for people who are struggling, and there is still a lot of work left to do -- especially for people of color in America. It is encouraging that the people who saw the worst losses in the years since the Great Recession -- spe […]
  • Can Trump Pardon Himself and His Children?
    Was it legal for Ronald Reagan to pardon George Steinbrenner? Was it legal for Richard Nixon to pardon Jimmy Hoffa? Was it legal for Bill Clinton to pardon Patty Hearst? Yes, yes and yes. Yet presidential pardon power is vast, but not limitless. As the Department of Justice makes crystal clear, the presidential pardon power does not extend to crimes that vio […]

Parece que o URL do site WordPress foi configurado incorretamente. Verifique o URL nas configurações do widget.