Acerto de contas

Li Caetano citar Tony Judt. Soube, via Óleo do Diabo, das diatribes do poeta Ferreira Gullar.

Pensei:

Tony Judt escreveu um extenso livro (Passado Imperfeito, 449 páginas na edição brasileira) onde faz um necessário acerto de contas com os intelectuais franceses no período 1944-1956.

Yudt não perde tempo para descrever os horrores do comunismo na URSS e no leste europeu. Sua atenção é apenas sobre as bobagens, apologias e cumplicidades de destacados intelectuais franceses com o stalinismo, seus crimes e farsas midiáticas.

Os alvos principais de Judt são conhecidos no Brasil: Sartre, Simone de Beauvoir, Maurice Merleau-Ponty, além dos intelectuais orgânicos do Partido Comunista Francês.

Parece que alguns intelectuais brasileiros, que foram muito comprometidos, seja com Sartre seja com o Partido Comunista Brasileiro, até o seu fim ou até sua transformação em PPS,  entraram numa tardia cruzada contra o risco do autoritarismo no Brasil.

Procuram com lupa sinais de mexicanização, totalitarismo lulista, numa adesão acrítica à narrativa da poderosa Organizações Globo,  Folhas & Vejas Associadas.

Faz parte do jogo político pegar uma frase equivocada do Lula (“extirpar o dem”) uma nota indevida da Erenice, ex-ministra da casa civil, e explorá-las com fins eleitorais. A crítica é necessária, correta e faz bem.

No entanto, assistir intelectuais que desejam ser uma referência moral para a população, associarem tais erros, por gritantes que sejam, a Mussolini,  a Hitler ou ao stalinismo é  além de triste, pela pobreza da percepção da realidade, também decepcionante: Parece que não entenderam nada do que escreveu Judt.

Por todo o seu livro, Judt coloca em xeque o moralismo seletivo, algo mais apropriado para  os animadores de torcida.

Quanto aos intelectuais, diz Judt: “O máximo que se pode pedir aos que se engajam na arena pública e que colocam na balança das escolhas políticas ou morais o peso do seu prestígio intelectual é que o façam com mais cuidado, coerência e responsabilidade do que os seus predecessores, e que avaliem o sentido e o impacto do que dizem, assim como a forma de dizê-lo”.

A propósito, já tive a oportunidade de citar neste blog o Wanderley Guilherme dos Santos. Parece-me oportuno recordar um trecho que fala sobre o impacto causado por esses intelectuais entre as tropas de choque:

“Nem mesmo os preconceitos, que só são inéditos pela confissão, surpreendem. Temível é a inabalável certeza do autor de que ele, ao contrário dos que pensam diferentemente, é educado e bem informado. Não é nem uma coisa nem outra, mas desse dogma de delirante superioridade é que surgem a intolerância e a política da violência. Quantos milhões de brasileiros tal vírus já terá contaminado?”

Registrado está.

Marcado com: , ,
Publicado em Notícias
  • Semidistritão, tomada de três pinos e jabuticaba, por Luis Felipe Miguel
    Categoria:  Opinião Semidistritão, tomada de três pinos e jabuticaba por Luis Felipe Miguel Ao criticar a proposta do chamado "semidistritão", Bernardo Mello Franco a chama de "a nova tomada de três pinos", por ser "uma solução tupiniquim, de autoria desconhecida, que ajudará seus poucos criadores a se dar bem às custas da maioria […]
  • Indícios contra Vaccarezza são incapazes de sustentar uma ação, diz defesa
    Categoria:  Justiça Foto: Reprodução   Jornal GGN - Detido pela Polícia Federal, o ex-deputado federal Cândido Vaccarezza foi interrogado na tarde desta segunda-feira (21). Aos investigadores, Vaccarezza contou que o dinheiro apreendido pela Operação Abate, em sua residência, era para cobrir despesas de uma cirurgia de remoção de câncer de próstata. Explicou […]
  • MPF-PR e Moro barram investigações contra PF-PR 21/08/2017
    Marcelo Auler MPF da Força Tarefa do Paraná tenta barrar o segundo inquérito em torno da ação da Polícia Federal na Força Tarefa da Lava Jato. […] O post MPF-PR e Moro barram investigações contra PF-PR apareceu primeiro em Marcelo Auler.
    Marcelo Auler
  • Gilmar Mendes na berlinda. E agora Cámem Lúcia? 19/08/2017
    Marcelo Auler (atualizada às 23h300) Na semana em que a ministra Cármem Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), foi à rádio Jovem Pan e deixou […] O post Gilmar Mendes na berlinda. E agora Cámem Lúcia? apareceu primeiro em Marcelo Auler.
    Marcelo Auler
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • Agressão contra professora é sinal dos tempos
    Nada me chocou mais neste agitado começo de semana do que a imagem da professora ensanguentada, depois de ser brutalmente espancada por um aluno de 15 anos, numa escola de Indaial, em Santa Catarina. Este é o mais fiel retrato da anomia social em que... Continue lendo
  • Sem lideranças, não há reforma, só gambiarras
    O que podemos esperar desta semana em Brasília? A agenda política marca para esta segunda-feira a visita do presidente do Paraguai e, na terça, a Câmara deve tentar mais uma vez votar alguma coisa da chamada "reforma política". Por enquanto, é o... Continue lendo
  • Lula será eleito porque reencarnou a esperança popular 22/08/2017
    Sabe quais são os únicos candidatos a presidente que estão se fortalecendo eleitoralmente no Brasil? Lula e Bolsonaro. Por que? Porque são os que prometem estancar o empobrecimento que Temer e os tucanos terão gerado. Só que Bolsonaro quer tirar do pobre e dar ao rico e Lula quer tirar do rico e dar ao pobre - não existe almoço grátis: para um grupo ganhar, […]
    eduguim
  • O louco com armas nucleares é Donald Trump, não Kim Jong-un 22/08/2017
    Mehdi Hasan, via The Intercept Brasil em 11/8/2017 Para variar, Donald Trump tem razão. “Nós não podemos deixar um louco com acesso a armas nucleares livre desse jeito”, ele disse ao presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, de acordo com a transcrição de sua bizarra conversa telefônica que foi vazada ao The Intercept em maio. O […]
    bloglimpinhoecheiroso
  • Facebook me pede R$ 3 para divulgar censura do Google. Topo se divulgar a dele junto 22/08/2017
    O Facebook me pediu R$ 3 (detalhe em amarelo na imagem) para divulgar uma postagem em que eu denunciava a censura do Google à mídia alternativa e de esquerda: Google censura comunicação alternativa mundial em obediência à campanha da mídia corporativa sobre 'fake news'.Só que eu também havia postado lá no Face uma chamada para outra postagem aqui d […]
    Antonio Mello
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Parece que o URL do site WordPress foi configurado incorretamente. Verifique o URL nas configurações do widget.

%d blogueiros gostam disto: