Vivo e Morto na Social Democracia

O que está vivo e o que está morto na social-democracia?
Por Tony Judt no New York Review of Books, dezembro de 2009
O texto abaixo é a adaptação de uma palestra proferida na Universidade de Nova York em 19 de outubro de 2009.

Aqui o reproduziremos numa sequência de posts. Este é o 1º:


Os americanos gostariam que as coisas fossem melhores.De acordo com pesquisas de opinião pública nos últimos anos, todos gostariam que seus filhos tivessem melhores chances de vida ao nascer. Eles prefeririam que sua esposa ou filha tivesse as mesmas chances de sobreviver à maternidade como as mulheres de outros países avançados. Eles apreciariam uma cobertura médica completa a menor custo, maior esperança de vida, melhores serviços públicos, e menos criminalidade.
Quando dito que essas coisas estão disponíveis na Áustria, Escandinávia, ou na Holanda, mas que acarretam impostos mais altos e um Estado “intervencionista”, muitos destes mesmos americanos respondem: “Mas isso é o socialismo! Nós não queremos que o Estado interfira em nossos assuntos. E, acima de tudo, nós não queremos pagar mais impostos “.
Esta curiosa dissonância cognitiva é uma história antiga. Um século atrás, o sociólogo alemão Werner Sombart fez a famosa pergunta:Porque é que não há socialismo na América? Há muitas respostas para essa pergunta. Alguns têm a ver com a dimensão do país: propósitos compartilhados são difíceis de organizar e manter em uma escala imperial. Há também, naturalmente, fatores culturais, incluindo a suspeita tipicamente americana sobre o governo central.

Comentários da TiViBrasil (Cláudio)

Claro que o conceito de social democracia neste texto nada tem a ver com o psdb. O nome do partido dos tucanos é mais uma evidência da capacidade de nós humanos usarmos as palavras que, a princípio, servem para precisar conceitos, no sentido oposto, para eludir, confundir, mascarar.

Os norte-americanos, e toda a cultura européia, chamam de América os EUA e de americanos os filhos do império. Não mudamos a tradução, para deixar evidenciado este “imperiocentrismo” sobre o restante das américas.

A desconfiança da maioria dos norte-americanos em relação ao governo central é complexa e, no mais das vezes, muito seletiva. A mesma maioria que rejeita qualquer intervenção estatal maior do que a existente contra a desigualdade social, apóia os investimentos estatais na indústria bélica, nas mais de 700 bases militares espalhadas pelo mundo. Parte desta maioria quer uma forte intervenção estatal para criminalizar e reprimir o aborto, as drogas, os imigrantes pobres e qualquer dissidência que possa ser caracterizada como traição à pátria.

Os EUA são o único país do mundo que ousou jogar bomba atômica sobre a população civil . Não uma, mas duas. Pesquisas de opinião mostram uma concordância majoritária com tal atitude. O principal argumento é que as bombas pouparam vidas de soldados americanos. Ao mesmo tempo, a maioria rejeita como imoral a idéia de que “os fins justificam os meios”.

O Japão é o único país do mundo que sofreu ataque de bombas atômicas, que viu dizimada a população de duas cidades, de uma hora para outra, sem aviso prévio. A cultura japonesa moderna tece loas ao “american way of life”.

A busca de raízes históricas para justificar a corrente cultural dominante, seja nos EUA, seja no japão, fica capenga se não ressaltar o papel dos modernos meios de comunicação de massa e a indústria cultural associada.


Publicado em Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • Juiz manda exumar; Polícia Federal retarda – procrastina? 26/09/2017
    Marcelo Auler Em 10 de julho, o juiz Edilberto Barbosa Clementino, da 5ª Vara Federal de Foz de Iguaçu (PR), contrariando a posição da Polícia Federal […] O post Juiz manda exumar; Polícia Federal retarda – procrastina? apareceu primeiro em Marcelo Auler.
    Marcelo Auler
  • Ordem no cabaré 23/09/2017
    Arnaldo César (*) Gostem ou desgostem, o recado está dado: Ou, o executivo, o legislativo e o judiciário tomam tenência na vida e acabam com essa […] O post Ordem no cabaré apareceu primeiro em Marcelo Auler.
    Marcelo Auler
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • STF julga processos de Aécio e Maluf: qual decidirá antes?
    Esta notícia não está nas manchetes, mas um fato inédito pode acontecer em Brasília nesta terça-feira: o julgamento de um tucano na Lava Jato. Após três meses de adiamentos, está na pauta da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal o... Continue lendo
  • Nova denúncia contra Temer: vale a pena ver tudo de novo?
    É como reprise de novela: você já conhece o elenco, a trama e o final. Os personagens são os mesmos. Vale a pena ver tudo de novo? A partir desta segunda-feira, a Câmara deixa tudo de lado para julgar a nova denúncia apresentada pela PGR contra o... Continue lendo
  • Ao mostrar recibos, Lula puxa o tapete de Moro e MP 26/09/2017
    Glaucos da Costamarques tem quase 80 anos. Deu pena vê-lo titubear diante da alternativa de mentir ou passar o que lhe resta de vida na cadeia. Optou por mentir dizendo que Lula não pagou aluguel. Essa era a aposta de Moro e da mídia antipetista. Porém, Lula desmontou o processo que o imperador da República de Curitiba conduz contra si ao mostrar recibos que […]
    eduguim
  • Lava-Jato: Verba pública para rever família, encontrar artistas… 26/09/2017
    Marcelo Auler em 20/9/2017 Para atender à força-tarefa da Lava-Jato de Curitiba nos seus anunciados objetivos de “combater a corrupção” e os gastos indevidos de recursos públicos, o Ministério Público Federal (MPF) se envolveu em um labirinto burocrático a ponto de pagar diária para procurador regional voltar para a casa da mulher e do filho. […] […]
    bloglimpinhoecheiroso
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • Fenceline Communities on Gulf Coast Face Mass Displacement and Toxic Pollution One Month After Harvey
    As many parts of the United States recover from a devastating series of hurricanes, we end today's show with an update from one of the hardest-hit communities along the Gulf Coast. Port Arthur, Texas, is a fenceline community with several massive oil refineries that flooded during Hurricane Harvey. Just last week, a fire at the Valero oil refinery in Po […]
  • Puerto Ricans Plead for Aid Amid Catastrophe
    Six days after Hurricane Maria slammed into Puerto Rico, 3.4 million US citizens in the territory remain without adequate food, water and fuel. But as the massive crisis became clear over the weekend, President Trump failed to weigh in, instead lashing out at sports players who joined in protest against racial injustice. It took the president five full days […]

Parece que o URL do site WordPress foi configurado incorretamente. Verifique o URL nas configurações do widget.

%d blogueiros gostam disto: