Para voltar a crer

Não faltam motivos para descrer da humanidade. Vamos combinar que fizemos coisas extraordinárias, mas nossa passagem pela Terra não está sendo, exatamente, um sucesso. Para cada catedral erguida bombardeamos três, para cada civilização vicejante liquidamos quatro, a cada gesto de grandeza correspondem cinco ou seis de baixeza, para cada Gandhi produzimos sete tiranos, para cada Patrícia Pilar 17 energúmenos. Inventamos vacinas para salvar a vida de milhões ao mesmo tempo em que matamos outros milhões pelo contágio e a fome. Criamos telefones portáteis que funcionam como gravadores, computadores – e às vezes até telefones –, mas ainda temos problema com a coriza nasal. Nosso dia a dia é cheio de pequenas calhordices, dos outros e nossas. Rareiam as razões para confiar no vizinho ao nosso lado, o que dirá do político lá longe, cuja verdadeira natureza muitas vezes só vamos conhecer pela câmera escondida. Somos decididamente uma espécie inconfiável, além de venal, traiçoeira e mesquinha. E estamos envenenando o planeta, num suicídio lento do qual ninguém escapará. E tudo isso sem falar no racismo, no terrorismo e no Big Brother Brasil.

Eu tinha desistido de esperar pela nossa regeneração. Ela não viria pela religião, que se transformou em apenas outro ramo de negócios. Nem viria pela revolução, mesmo que se pagasse para o povo ocupar as barricadas. Eu achava que a espécie não tinha jeito, não tinha volta, não tinha salvação. Meu desencanto era total. Só o abandonaria diante de alguma prova irrefutável de altruísmo e caráter que redimisse a humanidade. Uma prova de tal tamanho e tal significado, que anularia meu ceticismo terminal e restauraria minha esperança no futuro. E esta prova virá neste domingo, se o Grêmio derrotar o Flamengo no Maracanã.

Se o Grêmio derrotar o Flamengo, o Internacional pode ser campeão. Mas o mais importante não é isso. Se o Grêmio derrotar o Flamengo mesmo sabendo as consequências e o possível benefício para o arquiadversário, estará dando um exemplo inigualável de superioridade moral. A volta da minha fé na humanidade não interessa, Grêmio. Pense no que dirá a História. Pense nas futuras gerações!

Crônica do Luis Fernando Veríssimo, publicada  em vários jornais brasileiros e copiada do excelente Diário Gauche

E que o botafogo vença mesmo tendo a seu favor figuras como Montenegro, Arruda,  e os Césares. A contradição é uma necessidade e um direito humano.

Publicado em Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Semidistritão, tomada de três pinos e jabuticaba, por Luis Felipe Miguel
    Categoria:  Opinião Semidistritão, tomada de três pinos e jabuticaba por Luis Felipe Miguel Ao criticar a proposta do chamado "semidistritão", Bernardo Mello Franco a chama de "a nova tomada de três pinos", por ser "uma solução tupiniquim, de autoria desconhecida, que ajudará seus poucos criadores a se dar bem às custas da maioria […]
  • Indícios contra Vaccarezza são incapazes de sustentar uma ação, diz defesa
    Categoria:  Justiça Foto: Reprodução   Jornal GGN - Detido pela Polícia Federal, o ex-deputado federal Cândido Vaccarezza foi interrogado na tarde desta segunda-feira (21). Aos investigadores, Vaccarezza contou que o dinheiro apreendido pela Operação Abate, em sua residência, era para cobrir despesas de uma cirurgia de remoção de câncer de próstata. Explicou […]
  • MPF-PR e Moro barram investigações contra PF-PR 21/08/2017
    Marcelo Auler MPF da Força Tarefa do Paraná tenta barrar o segundo inquérito em torno da ação da Polícia Federal na Força Tarefa da Lava Jato. […] O post MPF-PR e Moro barram investigações contra PF-PR apareceu primeiro em Marcelo Auler.
    Marcelo Auler
  • Gilmar Mendes na berlinda. E agora Cámem Lúcia? 19/08/2017
    Marcelo Auler (atualizada às 23h300) Na semana em que a ministra Cármem Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), foi à rádio Jovem Pan e deixou […] O post Gilmar Mendes na berlinda. E agora Cámem Lúcia? apareceu primeiro em Marcelo Auler.
    Marcelo Auler
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • Agressão contra professora é sinal dos tempos
    Nada me chocou mais neste agitado começo de semana do que a imagem da professora ensanguentada, depois de ser brutalmente espancada por um aluno de 15 anos, numa escola de Indaial, em Santa Catarina. Este é o mais fiel retrato da anomia social em que... Continue lendo
  • Sem lideranças, não há reforma, só gambiarras
    O que podemos esperar desta semana em Brasília? A agenda política marca para esta segunda-feira a visita do presidente do Paraguai e, na terça, a Câmara deve tentar mais uma vez votar alguma coisa da chamada "reforma política". Por enquanto, é o... Continue lendo
  • Lula será eleito porque reencarnou a esperança popular 22/08/2017
    Sabe quais são os únicos candidatos a presidente que estão se fortalecendo eleitoralmente no Brasil? Lula e Bolsonaro. Por que? Porque são os que prometem estancar o empobrecimento que Temer e os tucanos terão gerado. Só que Bolsonaro quer tirar do pobre e dar ao rico e Lula quer tirar do rico e dar ao pobre - não existe almoço grátis: para um grupo ganhar, […]
    eduguim
  • O louco com armas nucleares é Donald Trump, não Kim Jong-un 22/08/2017
    Mehdi Hasan, via The Intercept Brasil em 11/8/2017 Para variar, Donald Trump tem razão. “Nós não podemos deixar um louco com acesso a armas nucleares livre desse jeito”, ele disse ao presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, de acordo com a transcrição de sua bizarra conversa telefônica que foi vazada ao The Intercept em maio. O […]
    bloglimpinhoecheiroso
  • Facebook me pede R$ 3 para divulgar censura do Google. Topo se divulgar a dele junto 22/08/2017
    O Facebook me pediu R$ 3 (detalhe em amarelo na imagem) para divulgar uma postagem em que eu denunciava a censura do Google à mídia alternativa e de esquerda: Google censura comunicação alternativa mundial em obediência à campanha da mídia corporativa sobre 'fake news'.Só que eu também havia postado lá no Face uma chamada para outra postagem aqui d […]
    Antonio Mello
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Parece que o URL do site WordPress foi configurado incorretamente. Verifique o URL nas configurações do widget.

%d blogueiros gostam disto: