Conversa de botequim

Publicado pelo Miguel do Rosario, no Oleo do Diabo:

[…] Na mesa onde eu estava, conforme eu ia dizendo, havia as duas correntes. Uma, que achava que as Olimpíadas seriam um desastre, outra que a enxergavam como um fato positivo. Eu engajei-me logo entre os otimistas, citando informações que somente um frequentador da blogosfera possui. Falei que estimava-se que mais de 100 bilhões de dólares seriam investidos na cidade e que a experiência do PAN poderia servir para evitar o erro da falta de transparência.

O papo foi fluindo, naturalmente, e quase já mudávamos de assunto, quando uma colega insistiu num prognóstico bastante sombrio. Começou a lançar pragas, numa linguagem apocaliptica, não apenas para o Rio, mas para todo o Brasil. Afirmou, com todas as letras, que o Brasil não tinha jeito, que estava fadado ao fracasso, e que as Olimpíadas, portanto, também não poderiam dar certo. Seu discurso radicalizado isolou-a, mas ela o manteve.

Então eu comprei a briga. Lembrei que o Brasil tinha vários pontos positivos, admirados no mundo. Citei, por exemplo, o programa de assistência gratuita aos doentes de Aids. Ela, então, argumentou que se tratava de assistencialismo. Fiquei perplexo com o cinismo e a crueldade daquela opinião. Disse-lhe que tinha um amigo com Aids que recebia os remédios do governo e que só estava vivo por causa disso. Ela reagia apenas com um risinho sarcástico. Sem argumentos, disse que tinha mestrado, pós-graduação, tinha morado no exterior. Era uma tentativa de me intimidar, de se colocar numa posição superior. Nossa discussão já tinha ficado um pouco agressiva e desagradável.

Creio, no entanto, que teremos que nos acostumar com esse tipo de discussão. É o resultado da ruína do pensamento único. Na verdade, devemos até incentivar essas discussões. Parte da classe média desenvolveu um cinismo pavoroso, um anticomunismo infantil (porque não temos nenhum fantasma comunista por perto), e uma agressividade extremamente pedante em relação à pensamentos divergentes.

Dissemos que ela estava repetindo clichês, e que se tratava de um caso clássico de “síndrome de vira-lata”. Ela não estava preparada para enfrentar um blogueiro escaldado nesse tipo de pendenga ideológica. Informei-lhe que os EUA prestam forte assistência social a sua população, citando o vale-alimentação que dão a milhões de americanos pobres desde a II Guerra. Ela não sabia nada disso.

Em comparação aos países desenvolvidos, incluindo os EUA, os programas sociais brasileiros são tímidos. Na Dinamarca, a mulher grávida tem quase 2 anos de assistência estatal. Na França, o jovem com mais de 18 anos, sem emprego, recebe automaticamente uma ajuda do governo para iniciar a sua vida independente, e tem desconto em aluguéis.

O déficit de informação é gritante no Brasil. Sempre que eu, por uma razão e outra, saio do meu isolamento habitual, eu me estresso como as pessoas, mesmo as mais inteligentes, repetem, como papagaios, os clichês que ouvem na mídia. Por mais inteligente e culta que seja a pessoa, ela só pode desenvolver uma opinião consistente sobre um assunto através do processamento de informações variadas. É justamente o que não temos. Pode-se ser um gênio, da música, da filosofia, da ciência, não interessa – se as informações processadas não forem honestas e heterogêneas, emitir-se-á opiniões viciadas sobre determinado tema. Há mesmo um agravante. As pessoas que detêm (ou acham que detêm) conhecimentos especializados (sobre ciência, artes, filosofia, etc), desenvolvem uma tal vaidade sobre o seu próprio saber que não admitem estar erradas, mesmo num tema sobre o qual não estão bem informadas. Aliás, esse é o grande trunfo da internet. A intelectualização da massa. Sempre que passeio nas caixas de comentários dos blogs que frequento (Nassif, PHA, etc), impressiono-me com o humor, a clarividência, a simplicidade, a lógica, dos textos, tão diferente do festival de clichês irritantes que encontramos em certos “luminares” da imprensa.

Publicado em Notícias
Um comentário em “Conversa de botequim
  1. Ana disse:

    Muito boa a publicação do relato. Eu também estive envolvida em uma conversa parecida. O moço achava um absurdo que tivessemos ganho. Ele argumentava que ainda tínhamos “problemas primários” em todos os campos, principalmente saúde. Melhor teria sido se tivesse sido EUA. Argumentei que lá existia 30 milhões sem qualquer assistência médica. Retrucou que o SUS era uma droga. Disse que só se fosse o coquetel para AIDS. Nosso sistema de saúde não seria uma maravilha, mas as pessoas retiravam remédios na rede pública, os idosos tomavam suas vacinas blablá. Se ele desse uma volta ao redor do Brasil (nos países vizinhos) veria. A conversa acabou quando ele já não tinha argumento e já não tinha paciência. Disse: o problema é que você é um tremendo mal carater. Me arrependi, mas já era tarde.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Crescimento de Lula coloca luta de classes no centro da conjuntura, diz André Singer
    Categoria:  Artigos Jornal GGN - O crescimento da candidatura de Lula recolocou a luta de classes no centro de debate novamente, avalia o cientista político André Singer. Em artigo na Folha deste sábado, Singer apresenta os números de pesquisas de opinião que mostram o auge da impopularidade de Lula e retomada da boa avaliação entre os eleitores das classes […]
  • Juiz concede autorização definitiva para psicólogos aplicarem "cura gay"
    Categoria:  Saúde Por Felipe Pontes Da Agência Brasil O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia proferido em setembro deste ano, autorizando psicólogos a atenderem eventuais pacientes que busquem terapia para mudar sua orientação sexual. A decisão garante […]
  • Por que a mídia de direita ataca Gilmar Mendes. Por Eugênio Aragão 16/12/2017
    POR EUGÊNIO ARAGÃO, ex-ministro da Justiça Notícia de jornal e de hebdomadários é que nem jabuti em árvore. Não chega sozinho lá. Alguém ali o coloca. Para entender noticiário é preciso conhecer a história por detrás dele. Há sempre uma razão para ter este ou aquele título, este ou aquele lead, esta ou aquela abordagem. […] O post Por que a mídia de direita […]
    Diario do Centro do Mundo
  • VÍDEO: advogado que grampeou Moro diz em depoimento que Youssef e Janene tinham dinheiro enterrado em contêineres 16/12/2017
    O advogado Roberto Bertholdo depôs como testemunha no STF no âmbito de uma ação penal na qual o deputado federal Nelson Meurer (PP-PR) é réu. Meurer é acusado pela Procuradoria Geral da República de receber dinheiro através da atuação do ex-deputado federal José Janene, morto em 2010, e do doleiro Alberto Youssef. Bertholdo, que advogou […] O post VÍDEO: adv […]
    Kiko Nogueira
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • A despedida do Balaio do Kotscho
    Adeus, amigos. Chegou a hora da despedida do Balaio do Kotscho aqui no R7, que publicou meu blog desde 2011. Foram quase seis anos e meio de convívio quase diário, de domingo a domingo (neste último, escrevi sobre o grande Rolando Boldrin, o "Sr.... Continue lendo
  • Última semana para a “reforma política”: eles só querem grana
    Acaba esta semana, no dia 7, o prazo para o Congresso Nacional terminar sua "reforma política" para que as mudanças propostas possam valer já na eleição de 2018. Como os dias úteis das excelências costumam terminar na quinta-feira, o tempo urge... Continue lendo
  • Tacla Duran diz que pode ser ouvido como testemunha 15/12/2017
    Ex-advogado da Odebrecht Rodrigo Tacla Duran diz que pode ser ouvido como testemunha na Lava Jato. Ele afirmou isso aos advogados do ex-Presidente Lula na presença de um notável. Assista a íntegra do depoimento O post Tacla Duran diz que pode ser ouvido como testemunha apareceu primeiro em Blog da Cidadania.
    eduguim
  • Para economizar, Banco Mundial quer que Temer acabe com o ensino superior gratuito 22/11/2017
    Via Estadão Conteúdo em 21/11/2017 Para cortar gastos sem prejudicar os mais pobres, o governo deveria acabar com a gratuidade do ensino superior. Essa é uma das sugestões apresentadas no relatório “Um ajuste justo – propostas para aumentar eficiência e equidade do gasto público no Brasil”, elaborado pelo Banco Mundial. A ideia é que o […]
    bloglimpinhoecheiroso
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • Random Screening
  • Economic Update: Different Economics, Different Policies
    This week's episode includes discussions of parental leave policies in the UK, the fining of Citibank for its abuse of student borrowers, the self-critical ads now being aired by tobacco companies and Jeff Bezos's obscene wealth. We also address Marxian economics and UK Labor Party policy initiatives. Download the show To see more stories like this […]

Parece que o URL do site WordPress foi configurado incorretamente. Verifique o URL nas configurações do widget.

%d blogueiros gostam disto: