Renda Básica em Santo Antônio do Pinhal

NA ÚLTIMA sexta-feira, 20 de março, a estância climática de Santo Antônio do Pinhal viveu uma noite memorável. O prefeito José Augusto Guarnieri Pereira (PT) convidou vereadores e representantes de todos os setores econômicos locais para dialogar, na Câmara Municipal, sobre a proposta de constituição de um fundo de cidadania que possibilite pagar a todos os cerca de 7.000 habitantes uma renda básica de cidadania, tornando o município o exemplo pioneiro no Brasil. 
Santo Antônio do Pinhal está a cerca de 180 km da capital paulista, 1.200 metros acima do nível do mar, na serra da Mantiqueira, perto de Campos do Jordão. Famoso por seus mananciais de águas puras e cristalinas, por suas cachoeiras em meio às matas nativas e espécies raras de sua fauna e flora, o município vem se consolidando como excelente opção de lazer, ecoturismo e aventura. 
Metade de seus habitantes vive na área rural. As principais atividades econômicas são o turismo e a agricultura desenvolvida por pequenos e médios agricultores. Em 2007, um casal de sitiantes, Marina e Francisco Nóbrega, levou o prefeito para assistir à minha palestra sobre a renda básica de cidadania na Universidade do Vale do Paraíba, em São José dos Campos.
Ao concluir, perguntei aos estudantes o que achavam de sugerir ao prefeito que fizesse de seu município um exemplo pioneiro da renda básica. Todos aprovaram. O prefeito perguntou: “O que devo fazer?”. Eu disse: “Vamos pedir uma audiência ao ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome”. Foram mais de três encontros, inclusive com nossa participação na mesa sobre o tema no Fórum Social Mundial em Belém do Pará. Na ocasião, o prefeito expressou sua intenção, e o ministro, embora tenha dito que quer aperfeiçoar e expandir o Bolsa Família, assegurou que daria apoio ao projeto piloto da renda básica de cidadania. 
Marina e Francisco, junto com Bruna Augusto Pereira e Marcos Vinicius Brancaglione dos Santos, do Instituto de Revitalização da Cidadania -que trabalham nesse mesmo sentido em Paranapiacaba, no município de Santo André-, com o presidente do Conselho Municipal de Turismo, Fábio Ortiz, e o presidente da Associação dos Produtores Rurais, Marcelo Bufollin, percorreram escolas, igrejas e bairros para divulgar a ideia, que foi aceita com grande entusiasmo. 
Expus na Câmara Municipal lotada e na praça do Artesão, na tarde de sábado, para mais de 600 pessoas presentes -que não arredaram pé, apesar da chuva- as vantagens de pagar a todos a renda básica de cidadania. Diversas sugestões sobre como formar o fundo foram formuladas, sobretudo depois que expliquei o exemplo do Alasca, baseado em royalties decorrentes da exploração dos recursos naturais. Alguns consideraram adequado que se sugerisse aos visitantes que deixassem uma contribuição nas pousadas e/ou restaurantes. Outras contribuições viriam dos agricultores e outros segmentos. Uma equipe técnica, com o apoio da Corporação Andina de Fomento (CAF), ajudará na elaboração do projeto.
A Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, do governo estadual, e a Caixa Econômica Federal também estavam presentes com a disposição de colaborar. Após essa discussão, perguntei, tanto na Câmara quanto na praça, quantos estavam a favor da renda básica. Todos levantaram a mão e aplaudiram. Todos também concordaram que se faça um referendo para que todos os eleitores votem, logo que elaborada a proposta, formulada pelo prefeito e aprovada pela Câmara. O prefeito, com a colaboração da CAF, do MDS e sua equipe, iniciou a elaboração do projeto, que, dentro de algumas semanas, será apresentado à Câmara Municipal. 
Assim como as primeiras propostas de renda mínima associadas à educação começaram localmente, até que se universalizaram para todos os municípios, hoje é possível iniciar a renda básica por um município como Santo Antônio do Pinhal. Basta a determinação do prefeito, dos vereadores e da comunidade, principalmente porque a renda básica de cidadania, como estabelece a lei 10.835/2004, deverá ser instituída por etapas, a critério do Poder Executivo. 
O padre Pedrinho, presente ao encontro na praça, defendeu, ao final da missa de domingo, lotada, a renda básica de cidadania como uma das formas de assegurar maior segurança e paz a todos os brasileiros como fruto da justiça, conforme conclama a Campanha da Fraternidade de 2009. 

EDUARDO MATARAZZO SUPLICY, 67, doutor em economia pela Universidade Estadual de Michigan (EUA), professor da FGV, é senador da República pelo PT-SP. É autor do livro “Renda de Cidadania – A Saída é pela Porta”.

Publicado em Renda de Cidadania

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • A despedida do Balaio do Kotscho
    Adeus, amigos. Chegou a hora da despedida do Balaio do Kotscho aqui no R7, que publicou meu blog desde 2011. Foram quase seis anos e meio de convívio quase diário, de domingo a domingo (neste último, escrevi sobre o grande Rolando Boldrin, o "Sr.... Continue lendo
  • Última semana para a “reforma política”: eles só querem grana
    Acaba esta semana, no dia 7, o prazo para o Congresso Nacional terminar sua "reforma política" para que as mudanças propostas possam valer já na eleição de 2018. Como os dias úteis das excelências costumam terminar na quinta-feira, o tempo urge... Continue lendo
  • Justiça cozinha caso PSDB-Paulo Preto desde 2010 23/02/2018
    Em 2010, José Serra sofreu denúncias envolvendo o ex-diretor da Dersa Paulo Preto – que está sendo acusado de ter R$ 113 milhões em contas secretas na Suíça, produto de propinas envolvendo Serra e Geraldo Alckmin. O escândalo cumpre o 8º aniversário em 2018 sem que, jamais, Ministério Público, Justiça ou mesmo a imprensa tenham dedicado atenção ao caso. O po […]
    eduguim
  • Temer quer se livrar da cadeia 17/02/2018
    Fernando Horta em 16/2/2018 Temer sabe que será preso assim que terminar seu mandato. Só haveria duas possibilidades: ele se eleger ou eleger um candidato seu. Nenhuma das duas coisas tem qualquer chance de acontecer. Então Temer precisa negociar. O que ele tem para negociar? A economia naufragando e ele sem conseguir nem as reformas, […]
    bloglimpinhoecheiroso
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • Blue Cross Pressures Employees to Donate to Opponent of Single-Payer Candidates
    Abdul El-Sayed, a proponent of single-payer health care who is running for the governor's office in Michigan, speaks at a TED Talk in Ann Arbor, Michigan. (Photo: TEDxUofM Conference) In the 2018 Michigan gubernatorial race, two of the Democratic candidates support single-payer health care. Blue Cross Blue Shield of Michigan, one of the largest employer […]
  • Masha Gessen: Did a Russian Troll Farm's Inflammatory Posts Really Sway the 2016 Election for Trump?
    The Justice Department recently indicted 13 Russians and three companies in connection with efforts to influence the 2016 presidential election. The indicted are accused of orchestrating an online propaganda effort to undermine the US election system. The indictment claims the Russians spread negative information online about Hillary Clinton and supportive i […]

Parece que o URL do site WordPress foi configurado incorretamente. Verifique o URL nas configurações do widget.

%d blogueiros gostam disto: