Sorria, você está sendo rastreado III

Reino Unido vai controlar redes sociais 

O Governo britânico pretende monitorizar os sites sociais como o
Facebook, MySpace, Twitter e Bebo. A iniciativa faz parte do novo plano
antiterrorista. 

A decisão de controlar as conversas nos chats, anunciada pelo Ministério
britânico da Administração Interna, está a gerar uma onda de protestos.

O Governo decidiu arquivar, numa base de dados, os perfis e diálogos de
milhões de pessoas que utilizam redes sociais, como o FaceBook , o
Myspace , o Twitter ou o Bebo .

O jornal “The Guardian” avança que a medida vai ser posta em prática nas
próximas semanas, alcançando todas as redes sociais, incluindo o
serviço telefónico da Internet, Skype . 

O executivo britânico justifica a iniciativa alegando tratar-se de uma
questão de segurança. “Não sabemos se Osama Bin Laden está a utilizar o
FaceBook ” ou se no Twitter ou Myspace se estão a organizar ataques
terroristas. Daí a necessidade de controlar este tipo de sites”,
defendeu Vernon Coaker, ministro da Administração Interna.

Coaker explicou os pormenores do plano antiterrorista e anti-crime
organizado durante uma reunião da comissão parlamentar sobre as
directivas da União Europeia para o controlo da informação, realizada
anteontem.

Depois da medida ter sido anunciada, vários grupos de defesa dos
Direitos Civis protestaram, considerando a decisão “abusiva” e uma
“intromissão” na vida das pessoas.

Lobby pelo Facebook 

Uma notícia divulgada pelo jornal inglês “The Independent”, afirmava que
responsável pela privacidade do FaceBook, Chris Kelly, organizará um
“lobby” para derrubar a proposta.

A ideia de “policiar” os sites sociais encontra-se no topo das propostas
do Governo de Gordon Brown, que pretende arquivar informação sobre cada
chamada telefónica, e-mail ou visita na Internet feita por qualquer
cidadão dentro do país. 

A polémica está instalada. Internautas, intelectuais e oposição acusam o
executivo de totalitarismo, comparando-o ao “Big Brother” do livro
“1984” de George Orwell. A iniciativa, defendem, atenta contra a
liberdade e a privacidade.

Informações pessoais controladas 

Tom Brake, legislador liberal democrático, advertiu que este plano
permite obter informações muito pessoais. “É muito preocupante que agora
estejam a pretender controlar as redes sociais que contêm informação
muito privada, como a sua orientação sexual, crenças religiosas e
opiniões políticas”.

O ministério da Administração Interna defende que a preocupação não são
os conteúdos dos chats, mas sim “quem, onde e quando” está a utilizar as
redes sociais.

Pelo menos metade da população no Reino Unido – cerca de 25 milhões de
pessoas – utilizam redes sociais na Internet. Só o FaceBook tem cerca de
17 milhões de membros, enquanto o Bebo dez milhões.

Publicado em Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Xadrez da globalização e da financeirização
    Categoria:  Coluna Econômica Luis Nassif Caso 1 - as guerras internas na geopolítica Desde a criação do padrão ouro, sempre houve uma disputa interna, nos países, em torno do modelo. O padrão ouro era essencial para a globalização do sistema financeiro, ao criar uma medida de valor global para os países que aderiam. Por outro lado, impedia os países de prati […]
  • Clipping do dia
    As matérias para serem lidas e comentadas.
  • O “Fora Diniz!” que a Globo não mostrará 24/06/2017
    Marcelo Auler Neste domingo (25/06), a Avenida Atlântica, em Copacabana (zona Sul do Rio), será palco de mais uma manifestação com a bandeira do “Fora”. Mas, […] O post O “Fora Diniz!” que a Globo não mostrará apareceu primeiro em Marcelo Auler.
    Marcelo Auler
  • CCJ pode impor novo revés a Temer 22/06/2017
    Marcelo Auler “A matéria tem sido discutida de forma açodada. Em que pese as inúmeras sugestões enviadas a este Senado Federal pelas diversas representações dos trabalhadores […] O post CCJ pode impor novo revés a Temer apareceu primeiro em Marcelo Auler.
    Marcelo Auler
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • Lula e Bolsonaro sobem para 2018; o PSDB encolhe
    O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC), ex-militar candidato da extrema-direita, engoliu os presidenciáveis do PSDB na disputa pelo segundo lugar, enquanto o ex-presidente Lula sobe e segue líder disparado em todos os cenários de primeiro turno... Continue lendo
  • São Paulo de Ceni & Leco segue rumo à degola
    Eles conseguiram. Com tantos erros na compra e venda de jogadores, escalações e substituições, a pomposa dupla Ceni & Leco, que transformou o Morumbi em armazém de secos e molhados, está levando o tricampeão mundial para a zona da degola... Continue lendo
  • Sem Lula e o PT, Brasil será governado pela extrema-direita 26/06/2017
    Em 30 junho de 2013, o Blog da Cidadania divulgou análise afirmando que as manifestações por 20 centavos iriam gerar traição de Michel Temer, um golpe parlamentar via impeachment de Dilma Rousseff e uma crise econômica sem precedentes. Agora, o Blog avisa: se a esquerda não se unir em torno de Lula e do PT, o país vai cair na mão da extrema-direita. […]
    admin
  • Luis Nassif: Como a Globo tornou-se ameaça à soberania nacional 27/06/2017
    Luis Nassif, via Jornal GGN em 26/6/2017 A TÍTULO DE INTRODUÇÃO – O QUE ESTAVA EM JOGO Como abordamos em vários postagens, havia um mundo em transformação, a China e os Brics irrompendo como poderes alternativos, a crise de 2008 comprometendo o modelo neoliberal. Ao mesmo tempo, uma acomodação da socialdemocracia nos anos de liberalismo, […]
    bloglimpinhoecheiroso

Parece que o URL do site WordPress foi configurado incorretamente. Verifique o URL nas configurações do widget.

%d blogueiros gostam disto: