Imposto Ditabrando para a Folha

Carta aberta para os Frias.

Editorial da folha de São Paulo, sucessora da Folha da Tarde,  classificou a ditadura brasileira como ditabranda. Leio no Conversa Afiada a resposta da FSP aos protestos que despertou:

“Nota da Redação – Na comparação com outros regimes instalados na região no período, a ditadura brasileira apresentou níveis baixos de violência política e institucional.”

Eu sei que não foram níveis baixos. Vocês mentem que eu sei.

E acho que sei porque.

Até hoje não me senti de todo confortável para pedir a indenização pelo que a ditadura fez comigo.  Vocês me despertaram. 

Não critico quem pediu a indenização da lei da anistia (exceto por um que trabalha para vocês). 

Mas a conta está errada.

Os que financiaram a repressão, a ditadura, os assassinatos, é que deveriam pagar. 

Os que obtiveram favores, cresceram e lucraram pelo apoio à ditadura é que deveriam pagar. E não todo o povo.

Proponho um imposto ditabrando. Apenas 10% do patrimônio amealhado durante a ditadura por aquelas empresas e políticos que participaram, financiaram ou deram cobertura à violência.

Em 1975 eu, um garoto, fui preso em São Paulo pelo simples fato de estar ao lado de um estudante da USP que portava um livro de sociologia da Academia de Ciências da URSS.

Levei uns tapas no DOPS. Umas palmatórias. Uma noite sem dormir. Ouvi os gritos, as ameaças. Como saber se não fui conduzido por uma daquelas viaturas que a Folha da Tarde cedeu para a OBAN? Isto é brando para vocês? Para mim, não.

Depois, em 1977, ainda garoto, fui arrastado para os porões do DOI-CODI na Barão de Mesquita, RJ. Era estudante de medicina. UERJ. Pertencia à geração que criticava, politicamente, a luta armada. Nunca peguei numa. Minha única arma era a palavra.

E conheci o palácio da tortura. Uma instalação. Tão moderna quanto o dinheiro da época podia comprar.

Aparelhada com cadeiras especiais para o choque elétrico, as câmaras frigoríficas chamadas de “geladeiras”, capazes de ir do calor infernal ao frio invernal em poucos minutos. 

Sons estereofônicos, ou quadrafônicos, não sei como chamar, mas pode constar como o som do diabo, que estará bem constado.

Janelas especiais onde um companheiro podia observar sua companheira ser seviciada com choques elétricos vaginais e nos seios…até ele mandar parar…em troca de assinar um documento.

Nível baixo de violência, senhores?

A mãe de uma companheira foi sequestrada em Rio Claro e levada para o DOI-CODI, até que a filha se entregasse. Uma senhora que nunca tinha saído do interior de São Paulo. 

Quando ocorreu a  troca do sequestro, esta senhora foi deixada perdida no Rio de Janeiro. 

Nível Baixo, família Frias?

Depois de 10 dias incomunicável naquele inferno, fui levado para o DOPS. Lá soube que minha companheira, também estudante de medicina, fora presa.

Porque era minha companheira. Nível Baixo de violência?

O destino dela foram as torturas.

Fui condenado a três anos de prisão.

Não me esqueço das palavras dos torturadores: “Se você sair daqui vivo, saiba que quando for ao maracanã, estaremos atrás de você. Quando for ao cinema, estaremos atrás de você”.

Na prisão fizemos uma greve de fome e pudemos aguardar o julgamento em liberdade. Um interregno até a pena do presídio.

Neste período, eu e minha companheira fomos seguidos, houve simulação de nova prisão-sequestro. Aconteceu de saltarmos de ônibus e sairmos correndo por entre os carros do trânsito de copacabana, em função do pânico, do pavor de não querermos passar um minuto sequer no DOI-CODI. Não vivos. Vivos não.

Branda, senhores?

Até hoje os horrores povoam meus sonos. Não tenho dúvida de que a vida dos meus filhos e a vida dos meus pais e irmãos foi afetada por isto.

E, o pior, eu sei que outros passaram por coisas muito piores.

Como assim, níveis baixos de violência?

Não desejo a vocês nem um centésimo do que foi aquele inferno.

Mas até hoje vocês provocam.

Não desejo um segundo de prisão para vocês.

Mas vocês provocam.

Farei campanha pelo imposto ditabrando. É duro? Imagina.

TV globo cresceu em função do apoio ao regime ditatorial. Sarney hoje é um ex-presidente da república, próspero senhor de negócios no Maranhão e presidente do Senado. A Folha se apresenta como o maior jornal do país. A ARENA se orgulhava de ser o maior partido do ocidente.

É justo que vocês paguem a indenização.

O DEM, legítimo sucessor da ARENA, deveria, por lei,destinar 10% do fundo partidário para o imposto ditabrando.

Os torturadores, na minha opinião, são uns pobres diabos que só puderam soltar a sanha assassina e mórbida por conta do apoio político e financeiro que receberam.

Imposto Ditabrando para a Folha e assemelhados. 

Seria preciso uma lei. Não é uma prioridade. Fica o desabafo.

Atualizado em 25 de fevereiro de 2009

Escrevi no impulso da emoção. Depois li as ofensas da mesma FSP  aos professores Maria Victoria Benevides e Fabio Comparato.

Senti então que a provocação da Folha é de caso pensado.

Podemos supor que a Folha quer liderar a reação direitista. Quer agrupar os seus.

“Provocar” é uma velha tática dessa gente.

Não cair na provocação, um desafio antigo.

“REPUDIO E SOLIDARIEDADE”
http://www.ipetitions.com/petition/solidariedadeabenevidesecomparat?e

Publicado em Política
16 comentários em “Imposto Ditabrando para a Folha
  1. francisco.latorre disse:

    tou contigo.

  2. João Aguiar disse:

    tá repercutindo, tamos juntos

  3. Fernando disse:

    De acordo. Também tive parentes que foram torturados pela ditaDURA.

  4. Jose disse:

    Quero um imposto para os comunistas que quiseram implantar uma ditadura de fdps no Brasil; quero um imposto para todos os que apoiaram mando de dinheiro a Cuba e afins; enfim, quero um imposto para o PT que pagou o Duda la fora, e que seja cassado na forma da lei seu registro, o Silvinho Land Rover, e o Lula, que se beneficiou de tudo isso, alem de ficar na ante sala da reuniao de Dirceu e Janene no apartamento deste, e tem a pachorra de dizer: eu nao sabia…!

  5. tivibrasil disse:

    Olá José,
    Quem vos responde é o da Rocha, editor da TiVi Brasil. Eu canso de avisar ao nosso sub editor: “para com isso, rapaz, deixa de quixotismo infantil e vai cuidar da vida.”
    Não tem jeito. Parece que quer ser criança o resto da vida. Vira e mexe ele se emociona com os próprios pensamentos, se empolga e mexe com o que não deve. Sempre recomendo: leia as cartas dos leitores da Veja, do Globo, do Estadão. Não adianta. Não quer. Agora vou deixar a sua carta bem na frente dele. Espero que agora ele desista. Quando se irritar, que vá fazer uma flexão, caminhar, olhar o mundo.
    Obrigado pela ajuda. No final das contas sempre sou que pago as contas, pô!

    Este imposto que você propõe é de brincadeira, né?
    Essa coisa de punir o querer seria a glorificação póstuma de Hitler e Stalin, né nâo?

    Liga não, José, é ele que se meteu de novo, e sem ser chamado.

  6. tivibrasil disse:

    Francisco,
    Boa sorte a todos nós.

  7. tivibrasil disse:

    João,
    Valeu, João. Estamos juntos mesmo. Compartilhamos a mesma época e o mesmo mundo. Alguns ainda não perceberam.

  8. João Aguiar disse:

    Participei das greves estudantis dos anos 70 e paramos a UnB exigindo a saida do “reitor” capitão de mar e guerra José Carlos Azevedo.
    Ao meu amigo João Simplício e a todos os que empenharam a liberdade e a vida na luta contra o fascismo, a minha admiração e gratidão.

  9. carlos dória disse:

    Perfeito o artigo. Tive uma prima adolescente presa e torturada no DOI/CODI aquí no RJ.Eu fiz política estudantil contra a ditadura, levei muita porrada da PM, fui preso uma vez junto com centenas de estudantes após uma reunião na faculdade de medicina da Praia Vermelha e no dia seguinte nos soltaram.
    Vou colocar seu artigo no meu blog.
    Abç Carlos Dória
    Abç Carlos Dória

  10. victor disse:

    Não concordo…queria que tivesse hoje a mesma situação ou seja numa DITABRANDA,,,,afinal, so mesmo os pseudo jornalistas anda com medo de ditadura…porque o trabalhador nao tem???porque alem de voces JORNALISTAS, HOJE A SITUAÇÃO TA MUITO PIOR, TEMOS A CLASSE POLITICA UZURPANDO TUDO QUE O PAÍS PRODUZ E A BANDIDAGEM COM A CUMPLICIDADE DA GRANDE MIDIA…PRECISAMOS URGENTE DE UMA DITADURA…DE VERDADE.

  11. victor disse:

    E nao venham com DESCULPA do tal direitos HUMANOS…que isso é uma farsa…isso é para justificar a sacanágem com o CIDADÂO. o qual so tem deveres…

  12. victor disse:

    Ademais, so mesmo os anarquistas e jornalistas…metem o pau na ditabranda…claro e os digamos LADROES da nossa nação, a classe política…eles sim tem o maios medo…

  13. victor disse:

    Para voces pseudojornalistas, preferem mesmo essa democracia podre que aí está. Temos que arrajar alguem com sangue no olho para poder encarar toda essa midia facciosa e mentirosa…ignorar todos…e botar para funcionar esse pais para os brasileiros.

  14. tivibrasil disse:

    Carlos,
    Deixo aqui em destaque o endereço do seu blog.
    http://blogdeumsem-mdia.blogspot.com/
    Abraços

  15. André Teixeira disse:

    Esse Victor anda nervoso. Põe um babador, menino, pra não sujar a camisa… Vê se dorme um pouco, acordar cedo em feriado não faz bem pra saúde, nem pro humor.
    André Teixeira

  16. Anônimo disse:

    Adorei!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Semidistritão, tomada de três pinos e jabuticaba, por Luis Felipe Miguel
    Categoria:  Opinião Semidistritão, tomada de três pinos e jabuticaba por Luis Felipe Miguel Ao criticar a proposta do chamado "semidistritão", Bernardo Mello Franco a chama de "a nova tomada de três pinos", por ser "uma solução tupiniquim, de autoria desconhecida, que ajudará seus poucos criadores a se dar bem às custas da maioria […]
  • Indícios contra Vaccarezza são incapazes de sustentar uma ação, diz defesa
    Categoria:  Justiça Foto: Reprodução   Jornal GGN - Detido pela Polícia Federal, o ex-deputado federal Cândido Vaccarezza foi interrogado na tarde desta segunda-feira (21). Aos investigadores, Vaccarezza contou que o dinheiro apreendido pela Operação Abate, em sua residência, era para cobrir despesas de uma cirurgia de remoção de câncer de próstata. Explicou […]
  • MPF-PR e Moro barram investigações contra PF-PR 21/08/2017
    Marcelo Auler MPF da Força Tarefa do Paraná tenta barrar o segundo inquérito em torno da ação da Polícia Federal na Força Tarefa da Lava Jato. […] O post MPF-PR e Moro barram investigações contra PF-PR apareceu primeiro em Marcelo Auler.
    Marcelo Auler
  • Gilmar Mendes na berlinda. E agora Cámem Lúcia? 19/08/2017
    Marcelo Auler (atualizada às 23h300) Na semana em que a ministra Cármem Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), foi à rádio Jovem Pan e deixou […] O post Gilmar Mendes na berlinda. E agora Cámem Lúcia? apareceu primeiro em Marcelo Auler.
    Marcelo Auler
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • Agressão contra professora é sinal dos tempos
    Nada me chocou mais neste agitado começo de semana do que a imagem da professora ensanguentada, depois de ser brutalmente espancada por um aluno de 15 anos, numa escola de Indaial, em Santa Catarina. Este é o mais fiel retrato da anomia social em que... Continue lendo
  • Sem lideranças, não há reforma, só gambiarras
    O que podemos esperar desta semana em Brasília? A agenda política marca para esta segunda-feira a visita do presidente do Paraguai e, na terça, a Câmara deve tentar mais uma vez votar alguma coisa da chamada "reforma política". Por enquanto, é o... Continue lendo
  • Lula será eleito porque reencarnou a esperança popular 22/08/2017
    Sabe quais são os únicos candidatos a presidente que estão se fortalecendo eleitoralmente no Brasil? Lula e Bolsonaro. Por que? Porque são os que prometem estancar o empobrecimento que Temer e os tucanos terão gerado. Só que Bolsonaro quer tirar do pobre e dar ao rico e Lula quer tirar do rico e dar ao pobre - não existe almoço grátis: para um grupo ganhar, […]
    eduguim
  • O louco com armas nucleares é Donald Trump, não Kim Jong-un 22/08/2017
    Mehdi Hasan, via The Intercept Brasil em 11/8/2017 Para variar, Donald Trump tem razão. “Nós não podemos deixar um louco com acesso a armas nucleares livre desse jeito”, ele disse ao presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, de acordo com a transcrição de sua bizarra conversa telefônica que foi vazada ao The Intercept em maio. O […]
    bloglimpinhoecheiroso
  • Facebook me pede R$ 3 para divulgar censura do Google. Topo se divulgar a dele junto 22/08/2017
    O Facebook me pediu R$ 3 (detalhe em amarelo na imagem) para divulgar uma postagem em que eu denunciava a censura do Google à mídia alternativa e de esquerda: Google censura comunicação alternativa mundial em obediência à campanha da mídia corporativa sobre 'fake news'.Só que eu também havia postado lá no Face uma chamada para outra postagem aqui d […]
    Antonio Mello
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Parece que o URL do site WordPress foi configurado incorretamente. Verifique o URL nas configurações do widget.

%d blogueiros gostam disto: