Olho por olho dente por dente – as contas erradas

Publicado em 28/12/2008, modificado em 07/01/2009

A lei de talião, presente na codificação de leis antigas (código de Hamurabi, Exôdus, Levítico, Deuterônimos e Torá) teve um sentido progressista ao limitar a vingança tal (talis, talião) qual a ofensa recebida. 

A filha de um eminente chefe de uma clã fôra molestada por um jovem de outra clã? Que tal uma expedição punitiva e decepar a cabeça de todas as jovens da clã originária da ofensa?

A evolução da noção de Direito indicaria a superação da noção de vingança.

Curiosa a nossa capacidade para conviver com paradoxos. A lei de talião teria efeitos de contenção quando olhamos as ações dos Estados beligerantes.

As bombas atômicas sobre Hiroshima e Nagasaki não guardam proporção com Pearl Habour. Evidemente foram crimes de guerra, sequer julgados pela narrativa do mais forte, do vitorioso.

Desde o início da intifada nos territorios palestinos ocupados em setembro de 2000, morreram 430 civis israelenses nas ações armadas de  todas as facções da resistência palestina, conforme a “List of Israeli civilian casualties in the Second Intifada” da Wikipedia.

No mesmo  período, as Forças Israelenses de Ocupação assassinaram mais de cinco mil civis palestinos, entre eles quase 900 crianças.

Segundo o último relatório do centro israelita de informação sobre direitos humanos nos territórios ocupados, B’tselem, 11 civis israelenses, quatro deles crianças, foram mortos por ataques de foguetes caseiros (Qassam rockets), lançados a partir do território cercado de Gaza.

Agora mesmo, neste 48º natal desde o conflito árabe israelense de 1967, a resposta dos combatentes de Gaza contra o maior ataque de Israel na faixa de Gaza, causou uma única, e importante, sem dúvida, morte entre civis israelenses que ocupam território palestino.

Tudo isto é muito triste. 

Por muito tempo, até por experiência própria, achei que os que sofreram humilhações, os desvalidos, torturados, as vítimas de preconceitos seriam mais capazes de compreender o outro, recusar o papel de algoz.

Saramago, de certa forma, faz a mesma pergunta:

“Israel quer que todos nós nos sintamos culpados, direta ou indiretamente, pelos horrores do Holocausto. Israel quer que renunciemos ao mais elementar juízo crítico e nos transformemos em um ecoar dócil de sua vontade. Israel quer que reconheçamos ‘de jure’ o que, para eles, é já um exercício ‘de facto’: a impunidade absoluta. Do ponto de vista dos judeus, Israel não poderá ser nunca submetido a juízo, porque foi torturado, submetido a gases e incinerado em Auschwitz. Pergunto-me se aqueles judeus que morreram nos campos de concentração nazistas, aqueles que foram perseguidos ao largo da história, aqueles que morreram nos ‘pogroms’, aqueles que foram esquecidos nos guetos, me pergunto se essa imensa multidão de desgraçados não sentiria vergonha ao ver os atos infames que estão cometendo seus descendentes. Pergunto-me se o haver sofrido tanto não seria o melhor motivo para não fazer sofrer aos demais.

As pedras de Davi mudaram de mãos, agora são os palestinos que as jogam. Golias está do outro lado, armado e equipado como nunca esteve soldado algum na história das guerras, a não ser, claro está, o amigo norte-americano. Ah, sim, as horrendas matanças de civis causadas pelos chamados terroristas suicidas… Horrendas, sim, sem dúvida; condenáveis, sim, sem dúvida, mas a Israel fica muito que aprender se não é capaz de entender as razões que podem levar um ser humano a transformar-se em bomba”.

Infelizmente, não há como não reconhecer, a população de Gaza está confinada num gueto. O Gueto de Gaza. Foram construídos muros e cercas. A entrada de mercadorias, o abastecimento, até de água, fica ao critério de Israel e do corrupto governo do Egito.

Em honra aos que tombaram no gueto de Varsóvia, digo que o ajuste de contas do Estado de Israel com o Hamas não erra apenas na aritmética de hoje. Desonra o sofrimento dos seus antepassados, especialmente os 380 mil judeus que foram confinados em Varsóvia.

 

Publicado em Política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • Juiz manda exumar; Polícia Federal retarda – procrastina? 26/09/2017
    Marcelo Auler Em 10 de julho, o juiz Edilberto Barbosa Clementino, da 5ª Vara Federal de Foz de Iguaçu (PR), contrariando a posição da Polícia Federal […] O post Juiz manda exumar; Polícia Federal retarda – procrastina? apareceu primeiro em Marcelo Auler.
    Marcelo Auler
  • Ordem no cabaré 23/09/2017
    Arnaldo César (*) Gostem ou desgostem, o recado está dado: Ou, o executivo, o legislativo e o judiciário tomam tenência na vida e acabam com essa […] O post Ordem no cabaré apareceu primeiro em Marcelo Auler.
    Marcelo Auler
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • STF julga processos de Aécio e Maluf: qual decidirá antes?
    Esta notícia não está nas manchetes, mas um fato inédito pode acontecer em Brasília nesta terça-feira: o julgamento de um tucano na Lava Jato. Após três meses de adiamentos, está na pauta da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal o... Continue lendo
  • Nova denúncia contra Temer: vale a pena ver tudo de novo?
    É como reprise de novela: você já conhece o elenco, a trama e o final. Os personagens são os mesmos. Vale a pena ver tudo de novo? A partir desta segunda-feira, a Câmara deixa tudo de lado para julgar a nova denúncia apresentada pela PGR contra o... Continue lendo
  • Ao mostrar recibos, Lula puxa o tapete de Moro e MP 26/09/2017
    Glaucos da Costamarques tem quase 80 anos. Deu pena vê-lo titubear diante da alternativa de mentir ou passar o que lhe resta de vida na cadeia. Optou por mentir dizendo que Lula não pagou aluguel. Essa era a aposta de Moro e da mídia antipetista. Porém, Lula desmontou o processo que o imperador da República de Curitiba conduz contra si ao mostrar recibos que […]
    eduguim
  • Lava-Jato: Verba pública para rever família, encontrar artistas… 26/09/2017
    Marcelo Auler em 20/9/2017 Para atender à força-tarefa da Lava-Jato de Curitiba nos seus anunciados objetivos de “combater a corrupção” e os gastos indevidos de recursos públicos, o Ministério Público Federal (MPF) se envolveu em um labirinto burocrático a ponto de pagar diária para procurador regional voltar para a casa da mulher e do filho. […] […]
    bloglimpinhoecheiroso
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • Fenceline Communities on Gulf Coast Face Mass Displacement and Toxic Pollution One Month After Harvey
    As many parts of the United States recover from a devastating series of hurricanes, we end today's show with an update from one of the hardest-hit communities along the Gulf Coast. Port Arthur, Texas, is a fenceline community with several massive oil refineries that flooded during Hurricane Harvey. Just last week, a fire at the Valero oil refinery in Po […]
  • Puerto Ricans Plead for Aid Amid Catastrophe
    Six days after Hurricane Maria slammed into Puerto Rico, 3.4 million US citizens in the territory remain without adequate food, water and fuel. But as the massive crisis became clear over the weekend, President Trump failed to weigh in, instead lashing out at sports players who joined in protest against racial injustice. It took the president five full days […]

Parece que o URL do site WordPress foi configurado incorretamente. Verifique o URL nas configurações do widget.

%d blogueiros gostam disto: