“Ao processo de acumulação de capital corresponde o de acumulação das liberdades”, Ministro Eros Grau no voto a favor do banqueiro Daniel Dantas.

Este site não gosta de prisão. Não acredita na justiça da prisão.

A banalização da prisão é um instrumento bárbaro.

Por isto, não entrei na campanha contra as decisões do presidente do STF de conceder dois habeas corpus para Daniel Dantas.

Não assinei o pedido de impeachment do Gilmar Mendes (ou Gilmar Dantas, conforme ato falho – ou não?- de jornalista do Globo), pela motivação declarada. Assinaria por outras razões, bem mais sérias.

Não sou cego à hipocrisia destes senhores.

luizmorier_corda_01

Leio o voto do relator. E está lá, no 11º parágrafo: Por isso não me excedo ao observar que a história não é objeto de apropriação individual, ainda que os que acumulam riquezas acumulem também liberdades, fartem-se de liberdades. Ao processo de acumulação de capital corresponde o de acumulação das liberdades, mas a prisão cautelar não resultaria justificável tão só em razão disso.

Como não se excede, se em momento algum o juiz da 1ª instância, Dr De Sanctis, justificou a prisão cautelar nestes termos?

A leitura do voto dos ministros do STF é triste e deprimente. A revolta deles é corporativa. Seletiva.

O que dizer da tortura com método policial? O que dizer da violação de domícilios sem sequer ordem judicial? Há quanto tempo isto ocorre no Brasil e nenhum destes senhores se dignou a dar o nome de Estado Policial?

Não é apenas esta parcialidade que está em jogo.

A pachorra do Gilmar Mendes em avaliar como de baixa qualidade uma revista, Carta Capital, que eu gosto e que é concorrente da Veja, que ele gosta e na qual o instituto que preside já fez propaganda, é ultrajante.

Gilmar Mendes (ou Gilmar Dantas, conforme ato falho – ou não?- de jornalista do Globo) ataca o blog do Paulo Henrique Amorim, nos seguintes termos: “só blogs de péssima qualidade, de nenhuma credibilidade, e revista de péssima qualidade conseguiam incorporar este tipo de notícia.”

Mais à frente, usa manchete do Paulo Henrique Amorim para fundamentar seu juízo sobre a intenção do Juiz De Sanctis: “Publica-se então na imprensa: Queiroz dá o drible da vaca em Mendes. É disso que se trata, não é de nova fundamentação, era de fundamentação idêntica com o propósito inequívoco de desmoralizar esta corte”.

Ora, se o site do jornalista não tem credibilidade, como usá-lo para interpretar ato do Dr. De Sanctis?

Que que é isso, gente? Nem discuto a decisão do STF. Discuto a incoerência deste moço.

Discuto a ação política da maioria dos membros do STF.

Julgam correto conceder o Habeas Corpus a Daniel Dantas? Ok. Que o façam.

Mas a própria Suprema Corte dá um tom político à decisão? Que isso? Recuperem o recato e a decência, excelências!

A péssima seleção que o relator faz dos fatos novos que levaram o juiz De Sanctis a decretar nova prisão fica sob suspeição pela simples leitura do voto do ministro Mello.

Como pode a mais alta corte de justiça do país ter uma ação tão enviesada e corporativa a ponto de deixar passar em branco os arroubos do seu presidente e a parcialidade do relator contra decisão do juiz da 1.a instância?

Como pode o STF embarcar no jogo político do Gilmar Mendes?

Como podem falar nos autos de um processo como se o tal grampo da Veja, que ninguém escutou, fosse verdadeiro e comandado por autoridades policiais?

Não há dúvida? A Veja divulga, é fato?

Segundo o relator, as baionetas da ditadura militar não vergaram o STF! Pô, onde esse cara viveu?

Ao pronunciar tal bravata, agride a história para se aliar a Gilmar Mendes (Dantas?) e à Veja na súbita e suspeita campanha contra o Estado Policial em que vivemos.

Não, não estão a falar do Estado Policial que mantém milhares de pobres nas cadeias, que prende e arrebenta com os sem-advogados, sem capital.

Sei lá, entre as poucas razões que deveriam ensejar a prisão de alguém, estão a sua recusa em reparar o dano causado ou a óbvia ação para impedir que seus crimes sejam desvendados. Creio que Daniel Dantas, à luz deste critério, seria um forte candidato à prisão.

Este é meu juízo. Perfeitamente normal que não seja o juízo do STF.

Agora, como servidores públicos, embora não tenham feito concurso,  ao menos hajam (ai, dou ao reler) ajam com o devido recato.

Eu, como cidadão posso fazer tudo que a lei não proíba. O servidor público só pode fazer o que a lei permite.

Desta diferença surge a possiblidade de eu julgar a Veja uma porcaria e a impossibilidade de, num ato formal, o presidente da corte se pronunciar politicamente  contra uma revista e contra blogs concorrentes da Veja e do resto da  mídia corporativa.

O relator do caso Daniel Dantas escreve no seu voto que a pior ditadura é a da toga. Certo. Mas mirou a toga errada.

Publicado em Política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Crescimento de Lula coloca luta de classes no centro da conjuntura, diz André Singer
    Categoria:  Artigos Jornal GGN - O crescimento da candidatura de Lula recolocou a luta de classes no centro de debate novamente, avalia o cientista político André Singer. Em artigo na Folha deste sábado, Singer apresenta os números de pesquisas de opinião que mostram o auge da impopularidade de Lula e retomada da boa avaliação entre os eleitores das classes […]
  • Juiz concede autorização definitiva para psicólogos aplicarem "cura gay"
    Categoria:  Saúde Por Felipe Pontes Da Agência Brasil O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia proferido em setembro deste ano, autorizando psicólogos a atenderem eventuais pacientes que busquem terapia para mudar sua orientação sexual. A decisão garante […]
  • Por que a mídia de direita ataca Gilmar Mendes. Por Eugênio Aragão 16/12/2017
    POR EUGÊNIO ARAGÃO, ex-ministro da Justiça Notícia de jornal e de hebdomadários é que nem jabuti em árvore. Não chega sozinho lá. Alguém ali o coloca. Para entender noticiário é preciso conhecer a história por detrás dele. Há sempre uma razão para ter este ou aquele título, este ou aquele lead, esta ou aquela abordagem. […] O post Por que a mídia de direita […]
    Diario do Centro do Mundo
  • VÍDEO: advogado que grampeou Moro diz em depoimento que Youssef e Janene tinham dinheiro enterrado em contêineres 16/12/2017
    O advogado Roberto Bertholdo depôs como testemunha no STF no âmbito de uma ação penal na qual o deputado federal Nelson Meurer (PP-PR) é réu. Meurer é acusado pela Procuradoria Geral da República de receber dinheiro através da atuação do ex-deputado federal José Janene, morto em 2010, e do doleiro Alberto Youssef. Bertholdo, que advogou […] O post VÍDEO: adv […]
    Kiko Nogueira
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • A despedida do Balaio do Kotscho
    Adeus, amigos. Chegou a hora da despedida do Balaio do Kotscho aqui no R7, que publicou meu blog desde 2011. Foram quase seis anos e meio de convívio quase diário, de domingo a domingo (neste último, escrevi sobre o grande Rolando Boldrin, o "Sr.... Continue lendo
  • Última semana para a “reforma política”: eles só querem grana
    Acaba esta semana, no dia 7, o prazo para o Congresso Nacional terminar sua "reforma política" para que as mudanças propostas possam valer já na eleição de 2018. Como os dias úteis das excelências costumam terminar na quinta-feira, o tempo urge... Continue lendo
  • Tacla Duran diz que pode ser ouvido como testemunha 15/12/2017
    Ex-advogado da Odebrecht Rodrigo Tacla Duran diz que pode ser ouvido como testemunha na Lava Jato. Ele afirmou isso aos advogados do ex-Presidente Lula na presença de um notável. Assista a íntegra do depoimento O post Tacla Duran diz que pode ser ouvido como testemunha apareceu primeiro em Blog da Cidadania.
    eduguim
  • Para economizar, Banco Mundial quer que Temer acabe com o ensino superior gratuito 22/11/2017
    Via Estadão Conteúdo em 21/11/2017 Para cortar gastos sem prejudicar os mais pobres, o governo deveria acabar com a gratuidade do ensino superior. Essa é uma das sugestões apresentadas no relatório “Um ajuste justo – propostas para aumentar eficiência e equidade do gasto público no Brasil”, elaborado pelo Banco Mundial. A ideia é que o […]
    bloglimpinhoecheiroso
  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • Random Screening
  • Economic Update: Different Economics, Different Policies
    This week's episode includes discussions of parental leave policies in the UK, the fining of Citibank for its abuse of student borrowers, the self-critical ads now being aired by tobacco companies and Jeff Bezos's obscene wealth. We also address Marxian economics and UK Labor Party policy initiatives. Download the show To see more stories like this […]

Parece que o URL do site WordPress foi configurado incorretamente. Verifique o URL nas configurações do widget.

%d blogueiros gostam disto: